Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Admin
Mensagens : 61
Data de inscrição : 29/03/2017
Idade : 21
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuáriohttp://sagaetrian.forumeiros.com

4ª Era - Nirantia

em Dom Ago 06 2017, 15:18
A Guerra Santa (0 D.G - 75 D.G)

A guerra santa marcou para sempre a memória de muitos principalmente quem vivia em Galorium, o poder já fragmentado do sacro-império de Szentor deu brecha para a ascensão de meio-demônios, que tiveram muitos anos de paz para focar em suas ambições, um a um as cidades ao sul do antigo império foram destruídas, o caos dominou a tudo e todos, a única salvação foram os celestiais, seres que haviam anteriormente feito aliança com o antigo imperador Tiberius Arnauld Szentor ou popularmente chamado de Tharos, esse antigo laço foi forçado a se restaurar pois ameaçava a paz em todo o mundo, os celestiais com sua função de mediar Etrian acabaram mostrando certa afeição pelos humanos, o que acabou levando-os para ruína, ao menos com o custo de seu sacrifício, os meio-demônios entraram em desordem e retornaram a não ser uma ameaça uma vitória sangrenta foi conquistada, junto com a queda e perda da glória dos humanos.

A Guerra dos Oito (129 D.G - 270 D.G)

O Ano Sangrento (129 D.G)

Meados do ano 129 D.G, houve uma batalha pela cidadela dos sinos, entre Andurion e Palendrion, nessa batalha muitos guerreiros morreram, sobrando
apenas meia dúzia da guarnição de Aribelt e desde então muitos acreditam que o próprio deus da guerra protege a fortaleza, já que um exército 25 vezes maior atacou-os, nesse ano, muitos acreditavam que era o fim de Anariel, por terem uma perda imensa.

A Ascensão do Dragão Negro(171 D.G)

Nesse ano, muitos homens tremeram sob o verdadeiro poder de Anariel, a aparição de um dragão negro sendo montado pelo líder deles, o dragão fez uma
diferença imensa na guerra e então o líder de Anariel na época, Stanford Andurion, montado em seu dragão, voou pelos mares, acompanhando os
navios de seu exército, eles atacaram a região sul, atacando a Ponta da Adaga e a tomando por vários anos, depois de 8 anos, Anariel possuía boa parte do sudoeste e então no ano 172, reuniu tropas para atacar a base do clã Kandelar.


Neve Cinzenta (173 D.G)

Esse foi o ano mais triste e sangrento da história dos homens de Pellon, aqui foi atacado por pelo menos 12.000 homens de Anariel, eles passaram o fogo na mata ao redor de Kandelar, matando tudo no caminho, o dragão negro de Stanford Andurion, fez com que a maior parte dos soldados dos Kandell,
ficarem com o moral baixo e ainda ele queimou boa parte dos homens das muralhas e então o lorde de Kandelar, fugiu durante o cerco e jurou fidelidade
ao lorde Garen Palendrir, se tornando um vassalo do mesmo.

A Rosa Queimada (198 D.G)

Os Andurion tomaram controle por muitos anos das florestas de Nerumia com dificuldades por conta da resistência e das matilhas de lobos selvagens que eram os animais favoritos de Kandelar e então preparando para invadir o baluarte dos Martillions até por fim no ano de 196, a cidade foi tomada e o lorde Arys Marillion fugiu a Palendor e então se tornou outro vassalo de Garen Palendrir.

O último Arcano (215 D.G)

Esse ano foi a morte do arquimago Yaragar II e a extinção da ordem dos arcanos, com a queda de Campo Largo por Shaer que era a sede deles, isso fez
com que muitos deles morressem e os que sobreviveram cederam a servir ao lado dos piromantes do Coração de Fogo, o arquimago não é oficialmente dito como morto, fugiu para o Pantâno dos Desesperados, junto com vários magos leais a ele e lá criou sua tumba e a de seus companheiros.

O Grifo Dourado (221 D.G)

Esse ano foi o primeiro avanço para a criação da atual Shaer, o rei Yoren Palendrir, filho de Garen, o Reverenciado, reuniu suas forças e avançou ao
sul, com o apoio de Martillion e dos Kandelar, os exércitos de Anariel recuaram ao verem cercados e então Shaer já possui o sudoeste e oeste de Pellon, se
tornando assim o reino mais poderoso até agora...

O Urso Ajoelhado(235 D.G)

Nesse ano, o novo e primeiro rei de Anariel, Caius Andurion, filho de Stanford Andurion, o dragão negro, ao retomar suas forças para avançar sobre Jelkala e tomar para si o sudeste de Pellon, antes mesmo de descer a espada contra os Haurion, o mesmos se ajoelharam perante o rei Caius e em troca ele fez uma promessa de casamento entre a pequena filha de 4 anos com o filho de Caius então Anariel conseguiu o sudeste sem gastar nada de suas forças, agora a única coisa que restava em seu caminho para conquistar o leste de Pellon era os Aerdrion, antigos rivais, porém agora fracos perante o ascendente reino de Anariel.

A Falsa Unificação (246 D.G)

Shaer se tornou maior com o casamento entre o príncipe Klaus Palendrion com a princesa dos Aarion, Helena Aarion, anexando assim o noroeste de Pellon a Shaer, tendo exatamente o leste de Pellon.

O Unicórnio Traiçoeiro (249 D.G)

O rei Seraton Palendrion é assassinado e a capital tomada, o príncipe é morto e a capital é tomada pelos Aarion, os vassalos ficam a inercia esperando um
momento de ataque, o herdeiro do trono é o irmão mais novo de Seraton, Rickard Palendrion, castelão e protetor de Aribellt, tomou o trono para si e
enviou pela primeira e única vez um Kandelar para proteger os "portões" do reino, reunindo suas forças de Aribellt e com a ajuda dos vassalos leais da
coroa ajudam o novo rei Rickard a tomar o que é de direito.
Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum